TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA (José Manuel Moran)

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA (José Manuel Moran)

Mensagem  Equipe NTE/TL em Seg 23 Jun 2008, 16:03

Caro professor, após a leitura do texto "TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA", do professor José Manuel Moran, publique neste fórum seu ponto de vista, seus questionamentos e descobertas (Botão POSTREPLY). Interaja também com seus colegas, complementando sua participação (Botão QUOTE), afinal, este espaço é uma das nossas salas de aula virtual. Nela também ocorre aprendizados, só depende de nós!

OBS.: Utilize o botão POSTREPLY para fazer suas postagens. Para interagir com seus colegas, utilize o botão QUOTE da mensagem do mesmo. JAMAIS use o botão NEWTOPIC, o mesmo está destinado apenas à administração do fórum.
avatar
Equipe NTE/TL
Admin

Mensagens : 16
Data de inscrição : 11/06/2008

Ver perfil do usuário http://eadste.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

EIS QUE A EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA VEM INVADINDO SUA PRAIA...

Mensagem  Jadir Alves Moreira Jr. em Seg 23 Jun 2008, 20:38

No texto “TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA” notamos a total satisfação e vontade de se fazer um curso a distância, em que as concepções inter-pessoais se tornam mais rápidas, mais acessíveis, porém, antes era apenas um curso individualizado, hoje apóia-se um curso a distância feito em grupo. O que me faz notificar que é muito melhor, uma vez que se pode trocar idéias e não só ficar no egocentrismo.
É citado no texto à respeito de curso audiovisual ora a distancia ora presencial, gosto muito da idéia, uma vez que isto tornará as aulas dinâmicas, interessantes e com contatos direto e diários com os alunos participantes.
Porém é claro que o que diz o autor “José Manuel Moran” é a mais pura verdade, já que o processo de mudança não é rápido, será demorado.
Um exemplo claro é nas nossas aulas na STE, onde os professores resistem em aceitar esta mudança e levar os alunos para uma aula mais dinâmica, ou seja, mais agradável. É certo que existem aqueles que estão se adentrando nesta nova tecnologia educacional. Todavia a resistência ainda é grande, mas aos poucos vamos mudar está concepção tão retrógrada de se ensinar apenas em sala de aula. O aluno hoje quer inovação, quer algo diferenciado, senão, fora da escola será muito melhor do que dentro e infelizmente para muitos, isto já realidade.
Às vezes um professor na sala de aula junto do seu aluno, parece que eles estão bem mais distantes do que se estivessem em uma capacitação a distância.
E para que a maneira de aprender e de ensinar sejam diferenciados contamos com um meio de comunicação que vem cada vez mais crescendo – a internet
E os professores que não se cuidem, porque a tecnologia já está batendo em nossa portas.


Última edição por Jadir Alves Moreira Jr. em Qua 25 Jun 2008, 17:40, editado 1 vez(es)
avatar
Jadir Alves Moreira Jr.

Mensagens : 14
Data de inscrição : 16/06/2008
Idade : 33
Localização : Aparecida do Taboado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

É preciso: DIVERSIFICAR!!!

Mensagem  Ricardo Ramire Gonçalves em Seg 23 Jun 2008, 23:47

Educar é sem sombra de dúvidas, estabelecer processos permanentes de aprendizagem. Em "Tecnologias na Educação a Distância"; Moran apresenta as vantagens que a Tecnologia oferece ao Educador. É o estabelecimento e a procura por novas metodologias, possibilitando a aproximação produtiva entre educador e aluno.
Antes de dominar as "tecnologias" , o professor deve analisar seu aluno, no que se refere aos aspectos humanos e sociais; tomando conhecimento dos interesses dos alunos, bem como de suas perspectivas para o futuro. Essa humanização das ações docentes, garante a aproximação professor/aluno; facilitando a aplicação eficaz das novas práticas educativas inseridas num contexto informatizado e dinâmico.
avatar
Ricardo Ramire Gonçalves

Mensagens : 17
Data de inscrição : 17/06/2008
Idade : 42
Localização : Cassilândia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA (José Manuel Moran)

Mensagem  EuniceMaria em Ter 24 Jun 2008, 22:58

Jadir Alves Moreira Jr. escreveu:
No texto “TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA” notamos a total satisfação e vontade de se fazer um curso a distância, em que as concepções inter-pessoais se tornam mais rápidas, mais acessíveis, porém, antes era apenas um curso individualizado, hoje apóia-se um curso a distância feito em grupo. O que me faz notificar que é muito melhor, uma vez que se pode trocar idéias e não só ficar no egocentrismo.
É citado no texto à respeito de curso audiovisual ora a distancia ora presencial, gosto muito da idéia, uma vez que isto tornará as aulas dinâmicas, interessantes e com contatos direto e diários com os alunos participantes.
Porém é claro que o que diz o autor “José Manuel Moran” é a mais pura verdade, já que o processo de mudança não é rápido, será demorado.
Um exemplo claro é nas nossas aulas na STE, onde os professores resistem em aceitar esta mudança e levar os alunos para uma aula mais dinâmica, ou seja, mais agradável. É certo que existem aqueles que estão se adentrando nesta nova tecnologia educacional. Todavia a resistência ainda é grande, mas aos poucos vamos mudar está concepção tão retrógrada de se ensinar apenas em sala de aula. O aluno hoje quer inovação, quer algo diferenciado, senão, fora da escola será muito melhor do que dentro e infelizmente para muitos, isto já realidade.
Às vezes um professor na sala de aula junto do seu aluno, parece que eles estão bem mais distantes do que se estivessem em uma capacitação a distância.
E para que a maneira de aprender e de ensinar sejam diferenciados contamos com um meio de comunicação que vem cada vez mais crescendo – a internet
E os professores que não se cuidem, porque a tecnologia já está batendo em nossa portas.
Olá Jadir, verdade: a EAD já é uma realidade e precisamos nos posicionar quanto a ela. O papel do professor foi, é, e sempre será fundamental no processo de ensino e aprendizagem, o que muda com a EAD é justamente a forma de conceber todo esse processo, inclusive o papel do professor frente à sala de aula e às necessidades de seus alunos. Boas reflexões! Abraços, Eunice Maria.
avatar
EuniceMaria

Mensagens : 80
Data de inscrição : 11/06/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

tá chegando uma revolução ou evolução?

Mensagem  marco em Qua 25 Jun 2008, 04:14

[justify]Sempre nos colocamos diante de nossos alunos como detentores do conhecimento...E acreditamos que estamos ensinado justamente como sabemos (para nós apenas)....Está próximo a mudança desse equívoco ou hábito constituído, pois muitas vezes, sentimo-nos realizado quando "alguém" corresponde ao que foi proposto e somente esses poucos retornam tais conhecimentos (que foi na verdade apenas informação) em acertos e respostas corretas.

A ênfase maior deve ser dada ao tratamento da informação que lhes damos. Dando-lhes ferramentas para abordarem de forma capilar todos os tópicos que cercam uma única informação, surgindo aí, talvez, o que propõe o texto, a utilização de recursos pelos alunos para terem esse enriquecimento e (mais) conhecimento atrelado à uma única informação.

Propiciar e ensinar aos alunos, que a existência de ferramentas disponíveis na rede, pode dar-lhes um retorno e busca pela abrangência do assunto depende de uma mudança cultural e de atitude. O que pode ser considerado ação não muito fácil, porém, não impossível e inalcansável.

Caberia a nós sermos os multiplicadores dessa mudança de atitude? Teriam demais educadores essa forma de pensar e juntar-se a nós? Sad

Os alunos, acredito que são os que mais aguardam por essa oportunidade ou mudança quanto à utilização dos recursos que lhes já são disponíveis nas STE.... Laughing

Acredito que o texto já é uma proposta política que será cobrada em curto prazo... affraid
avatar
marco

Mensagens : 29
Data de inscrição : 17/06/2008
Localização : paranaíba

Ver perfil do usuário http://stenoturno-eejosegarcialeal.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

POSSIBILIDADES EDUCACIONAIS

Mensagem  Lourenço Melo em Qua 25 Jun 2008, 14:09

Moran é dos grandes defensores das tecnologias na educação, no texto disposto para leitura ele enfatiza a importância dessas tecnologias no ensino da modalidade a distância.

Segundo o autor muitas de nossas instituições estão aderindo e inserindo no seus currículos os recursos disponíveis na Internet, ele chama atenção para o fato que aos poucos as organizações vão de adequando e iniciando pelos serviços virtual fria onde o educando está tendo uma interção individual aos poucos vão passando para uma dinâmica grupal, participativa, saindo do off-line para on-line.

Para ele as possibilidades educacionais são fantástica, continua dizendo que: " Ensinar com as novas mídias será uma revolução, se mudarmos simultaneamente os paradigmas convencionais do ensino, que mantêm distantes professores e alunos. Caso contrário conseguiremos dar um verniz de modernidade, sem mexer no essencial. A Internet é um novo meio de comunicação, ainda incipiente, mas que pode ajudar-nos a rever, a ampliar e a modificar muitas das formas atuais de ensinar e de aprender".
Para tanto se faz necessário as mudanças de paradigmas, em todos os envolvidos na educação, não basta o professor buscar esse dinamismo se ele encontra barreiras no corpo técnico escolar, é impotante implantar esse novo "jeito" de apendizagem, precisamos ser ousados.... desafiadores.....se deixar envolver e acreditar que nosso ensino precisa passar por uma reestrutaração.
ILUSTRANDO NOSSO FÓRUM
avatar
Lourenço Melo

Mensagens : 8
Data de inscrição : 17/06/2008
Idade : 53

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tecnologias de educação à distância

Mensagem  tania em Qua 25 Jun 2008, 18:34

[b][b][b]
Que a tecnologia faz parte do nosso cotidiano no século XXI, é notório. Talvez, eu até exageraria em dizer que a mídia está para o mundo mercadológico como o ar que respiramos, portando pensar em educação sem a possibilidade de ela ser disponibilizada de todas as formas, seria admitir ter a mentalidade enraizada no duro sistema tradicional de ensino que como o próprio Moran menciona em seu texto: Educação afetiva ou controladora - “[b]Se numa instituição escolar temos muitos exemplos de professores controladores, o processo se complica para todos (permanecemos num modelo que não nos prepara para a autonomia). Se temos um equilíbrio entre o número de controladores e de incentivadores, os alunos podem ao menos comparar e escolher modelos de aprendizagem que considerem mais conveniente.” - Mas, apesar da imensa divulgação da universalidade de cursos à distância, essa realidade ainda não bateu a porta de uma boa parcela da população. Sendo assim, apesar dos passos largos dados, a educação no Brasil não trás qualidade de vida de forma igualitária, devendo ainda e muito as necessidades da evolução de nossa sociedade. Acredito estar próxima a mudança de comportamento de educadores em relação ao uso da tecnologia em sua prática educacional, e necessário fazê-la de forma ética. Preocupo-me ao assistir o uso da tecnologia, sem associá-la ao aprendizado, sem a valorização de espaços educacionais e muitas vezes, servindo como substituição ao contato físico tão importante ao desenvolvimento emocional. E com todo esse discurso, considero-me forte candidata a tutora de educação à distância com desejo de aprender.
[/b] study[/b][/b][/b]
TÂNIA STEINLE
Profª de História ensino médio
E.E.Jorge Amado
avatar
tania

Mensagens : 6
Data de inscrição : 17/06/2008
Idade : 45
Localização : Chapadão do Sul - E.E. Jorge Amado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

sem duvida....

Mensagem  marco em Qua 25 Jun 2008, 18:49

tania escreveu:[b][b][b]
Que a tecnologia faz parte do nosso cotidiano no século XXI, é notório. Talvez, eu até exageraria em dizer que a mídia está para o mundo mercadológico como o ar que respiramos, portando pensar em educação sem a possibilidade de ela ser disponibilizada de todas as formas, seria admitir ter a mentalidade enraizada no duro sistema tradicional de ensino que como o próprio Moran menciona em seu texto: Educação afetiva ou controladora - “[b]Se numa instituição escolar temos muitos exemplos de professores controladores, o processo se complica para todos (permanecemos num modelo que não nos prepara para a autonomia). Se temos um equilíbrio entre o número de controladores e de incentivadores, os alunos podem ao menos comparar e escolher modelos de aprendizagem que considerem mais conveniente.” - Mas, apesar da imensa divulgação da universalidade de cursos à distância, essa realidade ainda não bateu a porta de uma boa parcela da população. Sendo assim, apesar dos passos largos dados, a educação no Brasil não trás qualidade de vida de forma igualitária, devendo ainda e muito as necessidades da evolução de nossa sociedade. Acredito estar próxima a mudança de comportamento de educadores em relação ao uso da tecnologia em sua prática educacional, e necessário fazê-la de forma ética. Preocupo-me ao assistir o uso da tecnologia, sem associá-la ao aprendizado, sem a valorização de espaços educacionais e muitas vezes, servindo como substituição ao contato físico tão importante ao desenvolvimento emocional. E com todo esse discurso, considero-me forte candidata a tutora de educação à distância com desejo de aprender.
[/b] study[/b][/b][/b]
TÂNIA STEINLE
Profª de História ensino médio
E.E.Jorge Amado

o processo tem que ser com qualidade,sem ter como parametro o tempo cronometrado...
na verdade, estamos assistindo atraves de programas sociais que o acesso a internet e somente às informações é um desejo governamental, porém, mais importante que isso, é o enfatizar que a busca do conhecimento é algo mais primoroso e que traz mudanças à uma pessoa, comunidade, etc....
e como vc, tbem quero estar preparado para quando esse "mercado" for necessario e nós, estarmos aptos à demanda....abraços Very Happy
avatar
marco

Mensagens : 29
Data de inscrição : 17/06/2008
Localização : paranaíba

Ver perfil do usuário http://stenoturno-eejosegarcialeal.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tecnologias na Educação...

Mensagem  ednagomeslopes em Qui 26 Jun 2008, 00:56

O professor José Manuel Moran nos mostra que utilizando as novas tecnologias podemos potencializar as nossas capacidades pedagógicas e metodológicas, descobrindo novas possibilidades comunicação com os alunos, abordagens de temas relevantes e significativos e aperfeiçoando o processo avaliativo. No entanto é um desafio pessoal para cada docente encontrar a forma mais adequada de integrar as várias tecnologias e procedimentos metodológicos, ampliar e apreender as formas de comunicação interpessoal/grupal e audiovisual/telemática. Segundo a sua ótica, não se trata de dar receitas, porque as situações são muito diversificadas. É importante que cada docente encontre o que lhe ajuda mais a sentir-se bem, a comunicar-se bem, ensinar bem , ajudar os alunos a que aprendam melhor. É importante diversificar as formas de dar aula, de realizar atividades, de avaliar.
As possibilidades são diversas e desafiadoras para o professor e vai desde a criação de blogs até o uso de espaços educativos virtuais como sites de divulgação e referência para conteúdos. O uso de sites pode ampliar o alcance do trabalho do professor tanto quanto possibilitar que docentes e discente saiam da posição de receptores passivos de conceitos prontos para produtores de saber significativo e contextualizado, além de propiciar experiências inéditas de aprendizagens por meio de interações colaborativas.
O papel do professor se amplia significativamente,
Do informador, que dita conteúdo, se transforma em orientador de aprendizagem, em gerenciador de pesquisa e comunicação, dentro e fora da sala de aula, de um processo que caminha para ser semi-presencial, aproveitando o melhor do que podemos fazer na sala de aula e no ambiente virtual.
Entre os recursos que podem ser aproveitados pedagogicamente como recurso de aprendizagem colaborativa, cita-se as listas eletrônicas aulas-pesquisa, fóruns, chats e pastas virtuais (portfólios eletrônicos).
A Internet favorece a construção cooperativa e colaborativa, o trabalho conjunto entre professores e alunos, próximos físicamente ou virtualmente.
Ensinar utilizando os recurso das novas mídias é, portanto, potencialmente, muito mais que um desafio. É uma oportunidade de realização profissional e pessoal para o professor.
avatar
ednagomeslopes

Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/06/2008
Idade : 54
Localização : Presidente Epitácio/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

...eis a questão...

Mensagem  ednagomeslopes em Qui 26 Jun 2008, 01:14

marco escreveu:[justify]Sempre nos colocamos diante de nossos alunos como detentores do conhecimento...E acreditamos que estamos ensinado justamente como sabemos (para nós apenas)....Está próximo a mudança desse equívoco ou hábito constituído, pois muitas vezes, sentimo-nos realizado quando "alguém" corresponde ao que foi proposto e somente esses poucos retornam tais conhecimentos (que foi na verdade apenas informação) em acertos e respostas corretas.

A ênfase maior deve ser dada ao tratamento da informação que lhes damos. Dando-lhes ferramentas para abordarem de forma capilar todos os tópicos que cercam uma única informação, surgindo aí, talvez, o que propõe o texto, a utilização de recursos pelos alunos para terem esse enriquecimento e (mais) conhecimento atrelado à uma única informação.

Propiciar e ensinar aos alunos, que a existência de ferramentas disponíveis na rede, pode dar-lhes um retorno e busca pela abrangência do assunto depende de uma mudança cultural e de atitude. O que pode ser considerado ação não muito fácil, porém, não impossível e inalcansável.

Caberia a nós sermos os multiplicadores dessa mudança de atitude? Teriam demais educadores essa forma de pensar e juntar-se a nós? Sad

Os alunos, acredito que são os que mais aguardam por essa oportunidade ou mudança quanto à utilização dos recursos que lhes já são disponíveis nas STE.... Laughing

Acredito que o texto já é uma proposta política que será cobrada em curto prazo... affraid

... é verdade Marco. Vamos ter que descer do pedestal antes que nos tirem ... (se é que ainda não tiraram). Afinal, existem diferença entre conhecimento e informação. Agora, vamos admitir, essa consciência do desafio que temos pela frente causa um certo medo, não? Mas qual a melhor forma de atuarmos como agentes dessas mudanças e criadores de uma nova pedagogia que faz uso efetivo dos recursos tecnológicos em prol de uma educação de qualidade (e não apenas como estratégia de marketing) , senão oferencendo exemplos concretos de sucesso? Que desafio temos pela frente...
avatar
ednagomeslopes

Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/06/2008
Idade : 54
Localização : Presidente Epitácio/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Concordo..

Mensagem  ednagomeslopes em Qui 26 Jun 2008, 01:18

Ricardo Ramire Gonçalves escreveu:Educar é sem sombra de dúvidas, estabelecer processos permanentes de aprendizagem. Em "Tecnologias na Educação a Distância"; Moran apresenta as vantagens que a Tecnologia oferece ao Educador. É o estabelecimento e a procura por novas metodologias, possibilitando a aproximação produtiva entre educador e aluno.
Antes de dominar as "tecnologias" , o professor deve analisar seu aluno, no que se refere aos aspectos humanos e sociais; tomando conhecimento dos interesses dos alunos, bem como de suas perspectivas para o futuro. Essa humanização das ações docentes, garante a aproximação professor/aluno; facilitando a aplicação eficaz das novas práticas educativas inseridas num contexto informatizado e dinâmico.

Temos que desenvolver pequenos projetos e experimentos locais e criar uma rede colaborativa a fim encontrar alternativas viáveis e eficazes. Afinal, o desafio está posto, cabe a nós saber tirar proveito das novas possibilidades que os recursos das novas tecnologias proporcionam...
avatar
ednagomeslopes

Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/06/2008
Idade : 54
Localização : Presidente Epitácio/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Educação à distância: Tendência?

Mensagem  Danilo Yura em Qui 26 Jun 2008, 02:48

A educação a distância é uma tendência? Ela existe? Como está acontecendo? E de que maneira está sendo aprimorada? Estamos aqui para discutir e melhorar a metodologia da educação à distância. E quais metodologias, nós professores, estamos utilizando para este tipo de estudo? A Educação a Distância.

Sou um praticante da EAD, além de fazer cursos à distância, incentivos meus alunos a usar a tecnologia para o ensino de Física, por meio de pesquisas e trabalhos utilizando o site HTTP://daniloyura.googlepages.com. Com essa metodologia procuro incluir os alunos na era da tecnologia, porém esta inclusão deve ser utilizada com muita cautela para não desviar o foco de estudo.

Então eu pergunto, qual é a melhor educação, presencial ou à distância?

Educação presencial é essencial nas séries iniciais, onde o aluno deve conviver com outros alunos, para aprender a socialização, pois acredito que na educação à distância o aluno se torna mais individualista, não há convivência nem interação com outros alunos.

Segundo Muran a educação à distância contribui para a elaboração de trabalhos em grupos, trabalhos esses que deve ser desenvolvido por pessoas esclarecidas. Daí o problema de se ter educação à distancia em séries iniciais, os alunos ainda não são pessoas esclarecidas.

Mas qual a melhor educação?

Não tenho resposta. Mais devemos praticar todas as metodologias de forma prudente, e explorar as tecnologias que temos. Utilizando todos os recursos para que possamos motivar os nossos alunos a estudar, e dar responsabilidades aos alunos no processo ensino-aprendizagem.
Porém, uma certeza devemos ter: a educação a distância não será apenas uma modinha, que logo passará. A educação a distância já é uma tendência na educação, e devemos praticá-la efetivamente.
avatar
Danilo Yura

Mensagens : 7
Data de inscrição : 16/06/2008
Idade : 35

Ver perfil do usuário http://daniloyura.googlepages.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA (José Manuel Moran)

Mensagem  EuniceMaria em Qui 26 Jun 2008, 12:53

Danilo Yura escreveu:A educação a distância é uma tendência? Ela existe? Como está acontecendo? E de que maneira está sendo aprimorada? Estamos aqui para discutir e melhorar a metodologia da educação à distância. E quais metodologias, nós professores, estamos utilizando para este tipo de estudo? A Educação a Distância.

Sou um praticante da EAD, além de fazer cursos à distância, incentivos meus alunos a usar a tecnologia para o ensino de Física, por meio de pesquisas e trabalhos utilizando o site HTTP://daniloyura.googlepages.com. Com essa metodologia procuro incluir os alunos na era da tecnologia, porém esta inclusão deve ser utilizada com muita cautela para não desviar o foco de estudo.

Então eu pergunto, qual é a melhor educação, presencial ou à distância?

Educação presencial é essencial nas séries iniciais, onde o aluno deve conviver com outros alunos, para aprender a socialização, pois acredito que na educação à distância o aluno se torna mais individualista, não há convivência nem interação com outros alunos.

Segundo Muran a educação à distância contribui para a elaboração de trabalhos em grupos, trabalhos esses que deve ser desenvolvido por pessoas esclarecidas. Daí o problema de se ter educação à distancia em séries iniciais, os alunos ainda não são pessoas esclarecidas.

Mas qual a melhor educação?

Não tenho resposta. Mais devemos praticar todas as metodologias de forma prudente, e explorar as tecnologias que temos. Utilizando todos os recursos para que possamos motivar os nossos alunos a estudar, e dar responsabilidades aos alunos no processo ensino-aprendizagem.
Porém, uma certeza devemos ter: a educação a distância não será apenas uma modinha, que logo passará. A educação a distância já é uma tendência na educação, e devemos praticá-la efetivamente.
Oi Danilo, muito boas suas observações. Realmente as tendências da evolução tecnológica nos assombra um pouco, mas como vc bem o disse isso é uma realidade e não é passageira.
Vc questionou dois pontos muito importante na EAD: a metodologia utilizada e a disciplina do aluno. a metodologia e o papel do tutor são fundamentais para não deixar o ensino à distância tornar-se monótono ou egocêntrico, e a disciplina do aluno nas leituras e desenvolvimento das atividades propostas são fundamentais para garantir seu crescimento em relação ao conteúdo em estudo e capacidade de interação com o restante da turma. Aliás, a Educação à distância consegue algo que não conseguimos em sala de aula regular: a interação entre pessoas que participam de um mesmo curso, mas encontram-se em lugares diferentes, com acesso aos sites usados em horários variados.
Abraços, Eunice Maria.


Última edição por EuniceMaria em Qui 26 Jun 2008, 23:56, editado 1 vez(es)
avatar
EuniceMaria

Mensagens : 80
Data de inscrição : 11/06/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mudanças profundas na educação a distância

Mensagem  Lidiane Mariano em Qui 26 Jun 2008, 16:03

As redes também estão provocando mudanças profundas na educação a distância. Antes a EAD era uma atividade muito solitária e exigia muito auto-disciplina. Agora com as redes a EAD continua como uma atividade individual, combinada com a possibilidade de comunicação instantânea, de criar grupos de aprendizagem, integrando a aprendizagem pessoal com a grupal.
A educação presencial está incorporando tecnologias, funções, atividades que eram típicas da educação a distância, e a EAD está descobrindo que pode ensinar de forma menos individualista, mantendo um equilíbrio entre a flexibilidade e a interação.
Estas tecnologias começam a afetar profundamente a educação. Esta sempre esteve e continua presa a lugares e tempos determinados: escola, salas de aula, calendário escolar, grade curricular.
Há vinte anos, para aprender oficialmente, tínhamos que ir a uma escola. E hoje? Continuamos, na maioria das situações, indo ao mesmo lugar, obrigatoriamente, para aprender. Há mudanças, mas são pequenas, ínfimas, diante do peso da organização escolar como local e tempo fixos, programados, oficiais de aprendizagem.
As tecnologias chegaram na escola, mas estas sempre privilegiaram mais o controle a modernização da infra-estrutura e a gestão do que a mudança. Os programas de gestão administrativa estão mais desenvolvidos do que os voltados à aprendizagem. Há avanços na virtualização da aprendizagem, mas só conseguem arranhar superficialmente a estrutura pesada em que estão estruturados os vários níveis de ensino.
Apesar da resistência institucional, as pressões pelas mudanças são cada vez mais fortes. As empresas estão muito ativas na educação on-line e buscam nas universidades mais agilidade, flexibilização e rapidez na oferta de educação continuada. Os avanços na educação a distância com a LDB e a Internet estão sendo notáveis. A LDB legalizou a educação a distância e a Internet lhe tirou o ar de isolamento, de atraso, de ensino de segunda classe. A interconectividade que a Internet e as redes desenvolveram nestes últimos anos está começando a revolucionar a forma de ensinar e aprender.
As redes, principalmente a Internet, estão começando a provocar mudanças profundas na educação presencial e a distância. Na presencial, desenraizam o conceito de ensino-aprendizagem localizado e temporalizado. Podemos aprender desde vários lugares, ao mesmo tempo, on e off line, juntos e separados. Como nos bancos, temos nossa agência (escola) que é nosso ponto de referência; só que agora não precisamos ir até lá o tempo todo para poder aprender.
As redes também estão provocando mudanças profundas na educação a distância. Antes a EAD era uma atividade muito solitária e exigia muito auto-disciplina. Agora com as redes a EAD continua como uma atividade individual, combinada com a possibilidade de comunicação instantânea, de criar grupos de aprendizagem, integrando a aprendizagem pessoal com a grupal.
A educação presencial está incorporando tecnologias, funções, atividades que eram típicas da educação a distância, e a EAD está descobrindo que pode ensinar de forma menos individualista, mantendo um equilíbrio entre a flexibilidade e a interação.
avatar
Lidiane Mariano

Mensagens : 36
Data de inscrição : 17/06/2008
Idade : 38

Ver perfil do usuário http://lidimariano79.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

O futuro já se faz presente

Mensagem  Lidiane Mariano em Qui 26 Jun 2008, 16:07

Na nova economia baseada na informática, cada vez mais
empregos estarão ligados à criação, transmissão e processamento de informações
e idéias. Na medida em que diminuir o número de empregos na força muscular e na
repetição alienada, a indústria e os negócios terão necessidade cada vez maior
de trabalhadores com grande capacidade de raciocínio. E como a maioria das
pessoas estará fazendo cursos a vida toda, precisarão saber como estudar - a
aprendizagem será uma habilidade de que praticamente todos necessitarão.
Consequentemente, mudarão os objetivos da escola de primeiro e segundo graus: a
meta do futuro será ensinar a raciocinar e a aprender".


O futuro não está longe, e o caminho para alcançá-lo será
encurtado, se adotada a consciência da educação permanente.


Não há mais motivação para se estudar nos quadros-negros,
em preto e branco, quando o mundo já está visto a cores há vários anos. O
início da revolução educacional está bem próxima, embora os projetos atuais de
transmissão do ensino à aprendizagem ainda progridam de forma lenta, sendo
incapazes de atender aos anseios de toda a humanidade.


A EAD será peça importantíssima para se chegar mais rápido
às necessidades do amanhã, sendo portanto, imprescindível e inadiável.


Os estudiosos da educação a distância terão que partir
para ações de natureza prática pois do contrário, as gerações futuras não nos
perdoarão se falharmos nessa missão.
avatar
Lidiane Mariano

Mensagens : 36
Data de inscrição : 17/06/2008
Idade : 38

Ver perfil do usuário http://lidimariano79.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

MUDANÇAS DE PARADIGMAS

Mensagem  Fábio Queiroz em Qui 26 Jun 2008, 19:29

Estamos em pleno século XXI, passando por constantes aprimoramentos científicos e tecnológicos, os quais refletem na ruptura de paradigmas.


Nesse contexto, professor não pode ser vislumbrado como um ator social detentor de todo o saber e nem os alunos como meros receptores, bloqueados do processo de interação praticado em sala de aula, esta mentalidade empregada em tempos passados não se enquadra nos dias atuais.


Ainda na perspectiva anterior, o professor deve compreender e ao mesmo tempo ser compreendido como um mediador. Mas, para que isso aconteça com sucesso, o professor necessita estar sempre informado e capacitado para exercer sua atividade de professor-mediador.


Para finalizar, os recursos tecnológicos estão se tornando de suma importância para a dinamização e a integração entre professor e aluno, desde que os mesmos tenham acesso e conhecimento dessas inovações, fato que poderá acarretar em um futuro próximo, a melhoria na qualidade de atuação de todos os envolvidos no processo ensino-aprendizagem.


Última edição por Fábio Queiroz em Sab 12 Set 2009, 23:29, editado 1 vez(es)
avatar
Fábio Queiroz

Mensagens : 10
Data de inscrição : 17/06/2008
Idade : 36
Localização : Paranaíba/MS

Ver perfil do usuário http://fllqueiroz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA

Mensagem  Leila Diniz em Qui 26 Jun 2008, 20:21

A educação é um processo de formação do indivíduo para lhe preparar diante das situações que a vida impõe, o que gera a dinamização no mundo em que atuamos. Assim, a educação e a tecnologia representam a evolução e o aprimoramento da sociedade.
A tecnologia é um saber teórico que se aplica na prática, pressupondo um saber científico; onde possui uma forma sistemática de planejar, implementar e avaliar o processo de aprendizagem.
Essa prática inovadora ensina, instrui, e informa educador e educado para “conquistas”.
Baseada sempre em pesquisas é possível habilitar professores e alunos com estruturas metodológicas e tecnológicas, para a utilização do computador no processo ensino-aprendizagem, tendo em vista a melhoria da educação, e a realização do desenvolvimento de trabalhos pedagógicos.
Assim, para disseminar a Informática na Educação, incorporar o computador nos planos de aulas, e utilizar softwares educativos é necessário um uso efetivo da informática em prol da educação, aproveitando todos os recursos existentes.
Portanto, há dificuldades históricas, contestações, receio da tecnologia, do novo, que serão questionadas, estudadas e avaliadas, mas o retorno virá na melhoria da preparação do alunado, tanto a nível de qualificação como em de consciência crítica.
avatar
Leila Diniz

Mensagens : 10
Data de inscrição : 17/06/2008
Idade : 37
Localização : Paranaíba/MS

Ver perfil do usuário http://diarioleiladiniz.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

comentário....

Mensagem  Mireille em Qui 26 Jun 2008, 23:42

Leila Diniz escreveu:
A educação é um processo de formação do indivíduo para lhe preparar diante das situações que a vida impõe, o que gera a dinamização no mundo em que atuamos. Assim, a educação e a tecnologia representam a evolução e o aprimoramento da sociedade.


A tecnologia é um saber teórico que se aplica na prática, pressupondo um saber científico; onde possui uma forma sistemática de planejar, implementar e avaliar o processo de aprendizagem.


Essa prática inovadora ensina, instrui, e informa educador e educado para “conquistas”.


Baseada sempre em pesquisas é possível habilitar professores e alunos com estruturas metodológicas e tecnológicas, para a utilização do computador no processo ensino-aprendizagem, tendo em vista a melhoria da educação, e a realização do desenvolvimento de trabalhos pedagógicos.


Assim, para disseminar a Informática na Educação, incorporar o computador nos planos de aulas, e utilizar softwares educativos é necessário um uso efetivo da informática em prol da educação, aproveitando todos os recursos existentes.


Portanto, há dificuldades históricas, contestações, receio da tecnologia, do novo, que serão questionadas, estudadas e avaliadas, mas o retorno virá na melhoria da preparação do alunado, tanto a nível de qualificação como em de consciência crítica.
Leila, concordo com vc... E qdo vc menciona: "Essa prática inovadora ensina, instrui, e informa educador e educando para “conquistas”. Gostaria de complementar ainda que, ainda acho q o professor é o grande agente do processo educacional, diz o Dr. Gabriel Chalita, autor do livro "Educação - a solução está no afeto". E ele prossegue: "A alma de qualquer instituição de ensino é o professor. Por mais que se invista na equipagem das escolas, em laboratórios, bibliotecas, anfiteatros, quadras esportivas, piscinas, campos de futebol - sem negar a importância de todo esse instrumental -, tudo isso não se configura mais do que aspectos materiais se comparados ao papel e à importância do professor." E nós, educadores precisamos sim, acompanhar a evolução tecnológica, para que o processo-ensino-aprendizagem ocorra de forma mais diversificada, eficaz e completa.
[ ]s
MIREILLE
[/b]
avatar
Mireille

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/06/2008
Idade : 44
Localização : Paranaíba

Ver perfil do usuário http://steacccnoturno.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Opinião sobre o texto "Tecnologias na educação à distância"

Mensagem  GALIANO PACCINI NETO em Sex 27 Jun 2008, 18:00

A formação de professores mediada, por tecnologias vem, mostrar que são grandes os desafios colocados pela EAD, às instituições educacionais, sobretudo, com relação à qualificação e capacitação de professores. São desafios de ordem epistemológica, ontológica, didático-pedagógica e metodológica que requer a revisão do próprio conceito e sentido da educação que se almeja construir. É no enfrentamento desses desafios que vão se revelando as implicações das mediações pedagógicas, com o uso de recursos tecnológicos, nas “novas” relações entre materiais e sujeitos da educação na construção coletiva do saber. Sob essa perspectiva, evidencia a importância de cuidados para a integração de participantes no sentido de superar a distância, imposta pelo virtual. A necessidade da melhor exploração dos fóruns virtuais, e de outros recursos para a construção das almejadas comunidades de aprendizagem, permeadas pela interdisciplinaridade. Não obstante às limitações e dificuldades presentes nas escolas. Há um alto índice de satisfação e aprendizagem de participantes, mas os resultados indicam que há, ainda, muito a aprender com vistas à construção de uma educação à distância, mediada por tecnologias que responda aos anseios de uma educação efetivamente democrática, dialógica e comunicativa.

GALIANO PACCINI NETO

Mensagens : 14
Data de inscrição : 17/06/2008
Localização : Paranaíba-MS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Educação a distancia

Mensagem  Andre em Sex 27 Jun 2008, 19:12

O colega Jadir Alves escreveu...
No texto “TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA” notamos a total satisfação e vontade de se fazer um curso a distância, em que as concepções inter-pessoais se tornam mais rápidas, mais acessíveis, porém, antes era apenas um curso individualizado, hoje apóia-se um curso a distância feito em grupo. O que me faz notificar que é muito melhor, uma vez que se pode trocar idéias e não só ficar no egocentrismo.
É citado no texto à respeito de curso audiovisual ora a distancia ora presencial, gosto muito da idéia, uma vez que isto tornará as aulas dinâmicas, interessantes e com contatos direto e diários com os alunos participantes.
Porém é claro que o que diz o autor “José Manuel Moran” é a mais pura verdade, já que o processo de mudança não é rápido, será demorado.
Um exemplo claro é nas nossas aulas na STE, onde os professores resistem em aceitar esta mudança e levar os alunos para uma aula mais dinâmica, ou seja, mais agradável. É certo que existem aqueles que estão se adentrando nesta nova tecnologia educacional. Todavia a resistência ainda é grande, mas aos poucos vamos mudar está concepção tão retrógrada de se ensinar apenas em sala de aula. O aluno hoje quer inovação, quer algo diferenciado, senão, fora da escola será muito melhor do que dentro e infelizmente para muitos, isto já realidade.
Às vezes um professor na sala de aula junto do seu aluno, parece que eles estão bem mais distantes do que se estivessem em uma capacitação a distância.
E para que a maneira de aprender e de ensinar sejam diferenciados contamos com um meio de comunicação que vem cada vez mais crescendo – a internet
E os professores que não se cuidem, porque a tecnologia já está batendo em nossa portas.


Concordo com o colega, a tecnologia já esta batendo em nossa portas... devemos nos atualizar.. esse curso esta sendo otimo, mas acredito que presisemos buscar mais, pois a Internet esta estreitando as barreiras. Os alunos querem estar a par de todas as novidades, e é nossa tarefa conduzi-los, da melhor forma possivel.

André da Silva
Costa Rica - MS
avatar
Andre

Mensagens : 12
Data de inscrição : 18/06/2008
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Considerações do texto Tecnologias na educaçao a distância

Mensagem  Ana Flavia em Sex 27 Jun 2008, 19:21

A educação a distância não é um sitema de ensino-aprendizagem recente no Brasil, surgiu no final da década de 30; o que tem surgido de novo são as metodologias utilizadas para desenvolver tal processo - isso graças a diversidade de recursos tecnológicos disponíveis.
A tecnologia adicionou na educação a distância o ingrendiente indispensavel para o ensino-aprendizagem, que é a dialética entre professor/aluno, aluno/professor e aluno/aluno, pois fazer um curso a distância consistia em leitura de textos e resposta a questionários feitos individualmente e enviados via correio.
Com o uso de midias mais interativas como a Internet, por exemplo, há a possibilidade de realizar um ensino mais interativo, dinâmico e grupal, o aluno tem a oportunidade de compartilhar conhecimentos. Mas, será que essa interação de fato ocorre nos milhares de cursos a distância existentes?
avatar
Ana Flavia

Mensagens : 7
Data de inscrição : 18/06/2008
Idade : 35

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tecnologia na Educação à Distância

Mensagem  Marcia em Sex 27 Jun 2008, 23:38

Nós professores, somos facilitadores, mediadores no processo ensino aprendizagem, estamos a cada dia ensinando e aprendendo, e assim integrando o ser humano e o tecnológico e as possibilidades de explorar diversos meios. Cabe a adequação, a diversificação, as diversas metodologias que podem ser aplicadas nos procedimentos tecnológicos para uma melhor aprendizagem. O professor com uma visão inovadora, que pressupõe a participação dos alunos, pode utilizar de algumas ferramentas simples da internet para melhor interação professor-aluno.

Marcia

Mensagens : 6
Data de inscrição : 19/06/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA (José Manuel Moran)

Mensagem  Marcia em Sex 27 Jun 2008, 23:51

Ricardo Ramire Gonçalves escreveu:Educar é sem sombra de dúvidas, estabelecer processos permanentes de aprendizagem. Em "Tecnologias na Educação a Distância"; Moran apresenta as vantagens que a Tecnologia oferece ao Educador. É o estabelecimento e a procura por novas metodologias, possibilitando a aproximação produtiva entre educador e aluno.
Antes de dominar as "tecnologias" , o professor deve analisar seu aluno, no que se refere aos aspectos humanos e sociais; tomando conhecimento dos interesses dos alunos, bem como de suas perspectivas para o futuro. Essa humanização das ações docentes, garante a aproximação professor/aluno; facilitando a aplicação eficaz das novas práticas educativas inseridas num contexto informatizado e dinâmico.

Concordo professor Ricardo, precisamos diversificar, possibilitar uma aproximação entre o educador e o aluno. Só assim teremos uma melhor aprendizagem para dominar as tecnologias, e as perpectivas para o futuro.
Marcia
Bataguassu-MS

Marcia

Mensagens : 6
Data de inscrição : 19/06/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tecnologias na Educação à distância

Mensagem  Rosana Fanelli em Sab 28 Jun 2008, 00:46

Quando José Manuel Moran afirma que "Internet é um novo meio de comunicação, ainda incipiente, mas que pode ajudar-nos a rever, ampliar e a modificar muitas das formas atuais de ensinar e aprender", atinge a cada um de nós e faz com que a reflexão sobre o assunto aconteça. Devemos perceber também que a Educação à distância estimulará o estudo em grupo , ao individualista, onde haverá trocas de experiências, dúvidas e resultados. No texto é bem lembrado que iremos mudando aos poucos pois existem desigualdades entre as pessoas e algumas nem estão preparadas para essas mudanças pois é difícil mudar comportamentos adquiridos. Concordo plenamente com essa colocação pois como professora da ST em vários momentos pude constatar uma certa resistência por parte de alguns profissionais. Porém cabe a cada um de nós conquistá-los e mostrar que novos meios de comunicação e informação podem ser fortes aliados no ensino-aprendizagem.
avatar
Rosana Fanelli

Mensagens : 15
Data de inscrição : 19/06/2008
Idade : 58
Localização : Bataguassu

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tecnologias na educação a distância

Mensagem  Ana Rita Dombrowski Andra em Dom 29 Jun 2008, 21:03

Muito interessante este texto do professor Moran sobre as inovações na educação presencial e a distância. Com os avanços nas tecnologias de comunicação, muda também o conceito de educação. As instituições e profissionais da educação terão que se adaptar, se estruturar, para oferecer cursos a distância e presenciais, principalmente para cursos universitário, pos graduação, cursos de aperfeiçoamento e capacitação. A grande vantagem da EAD é que se adapta ao ritmo pessoal de cada mas exige muita disciplina e organização em relação aos estudos.

Ana Rita Dombrowski Andra

Mensagens : 8
Data de inscrição : 18/06/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA (José Manuel Moran)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum